Ao chegar na prateleira de um supermercado ou farmácia encontramos uma enorme quantidade de marcas de sabonetes. Geralmente, suas embalagens chamam atenção do consumidor pelas promessas feitas: pele hidratada e macia, adeus à pele ressecada, muito mais hidratante.

Mas, cá entre nós, você já teve a curiosidade de ler os rótulos de um sabonete industrializado? Existem vários ingredientes artificiais e sintéticos que facilitam a produção em larga escala, mas em contrapartida o resultado final é um produto de baixa qualidade que traz pouquíssimos benefícios para a sua pele. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, se você está com a pele irritada, sentindo coceira ou muito ressecada um dos primeiros pontos de atenção é o tipo de sabonete que está sendo usado.

Por exemplo, já prestou atenção que conforme o uso alguns sabonetes ficam rachados e com aspecto áspero? Se o sabonete fica assim imagine a sua pele!

O motivo dessa mutação no produto é devido a quantidade mínima de glicerina. Sim! Os sabonetes industrializados, mesmo aqueles conhecidos como ‘glicerinados’ tem pouquíssima glicerina. Geralmente, este tipo de sabonete é feito com gordura animal, que ao passar pelo processo de saponificação forma, além do sabão o umectante glicerina. A glicerina é uma substância com aparência viscosa e transparente que de alguma maneira ‘atrai’ a água como se fosse uma esponja, justificando a característica de hidratante. Porém, ao invés de ser usada no sabonete a glicerina é retirada e vendida à preços altíssimos para a indústria cosmética. Dessa forma, o resultado final que vai para as prateleiras é um produto lotado de substâncias nocivas à nossa pele e ao meio ambiente. Triste, não é mesmo?

As grandes indústrias escolheram este meio de produção porque ao mesmo tempo conseguirão colocar nas prateleiras produtos baratos e revender a glicerina – resultado: lucro rápido e sem desperdícios.

Mas, se você pensa que chegou em um beco sem saída, saiba que existe uma solução: a saboaria artesanal. Os sabonetes artesanais caminham na contramão da industrialização, o processo é cuidadoso respeitando o tempo dos componentes e resultando em um produto de altíssima qualidade.

Para começar a conversa, os sabonetes artesanais usam como base óleos vegetais, além disso é possível adicionar outros componentes como ervas aromáticas, argila, chás e sementes.
Cada elemento tem uma função específica: estimulante, adstringente, tonificante e hidratante.

Depois de ler esse texto imagino que você vai pensar duas vezes antes de comprar um sabonete – uma atitude simples e trivial que nos relembra sobre as escolhas diárias. Tudo que escolhemos hoje evidencia consequências que viveremos ao longo dos anos. Até mesmo a compra de um sabonete: pense nisso.

Gostou desse assunto? Tem dúvidas ou quer fazer alguma sugestão? Conta pra gente aqui nos comentários.

Adicionar um comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios são marcados por `*`

Style switcher RESET
Body styles
Color scheme
Background pattern
Background image