Considerados como a alma da planta, os óleos essenciais são os agentes responsáveis pelo aroma, ação terapêutica e medicinal das plantas. Facilmente implementados no dia a dia das pessoas, trazendo muitos benefícios para a saúde física, mental e até mesmo emocional.

Hoje vamos aprender um pouco sobre o Lavandin – Lavandin intermedia ou Lavandin hybrida uma planta resultante da junção de duas espécies de lavanda e muito cultivada na região da bacia do Mediterrâneo. Com nome, aroma e propriedades terapêuticas semelhantes à Lavanda, o Lavandin em sua composição possui maior concentração de álcoois e ésteres. Isso significa que o Lavandin é um excelente antifúgico, antiviral, bactericida e imunoestimulante.

Seu aroma é tão delicioso quanto da Lavanda, mas com uma peculiaridade muito especial: as notas canforadas – trazendo aquela sensação de frescor deliciosa. Por ter esse diferencial sua fragrância é relaxante e calmante, perfeita para aliviar as dores musculares e a falta de sono causadas principalmente pela tensão, stress e ansiedade.

Essa espécie de planta se desenvolve bastante na França, na região da Provence, nos campos com menor altitude. Outro diferencial do Lavandin é que suas flores tem coloração azul escura e suas flores tem a consistência mais rígida, proporcionando aproveitamento máximo do óleo essencial. Por esse motivo é amplamente usado na composição de produtos cosméticos como cremes, sabonetes, shampoos, condicionadores, máscaras e perfumes.

Além do óleo essencial, as flores do Lavandin também são usadas na produção de chás medicinais, pois possui agentes que podem contribuir no alívio de problemas respiratórios como a tosse, gripes e resfriados.

Pensando nos inúmeros benefícios desta planta a SIA Saboaria escolheu o óleo essencial de Lavandin para ser o componente principal da sua nova linha de produtos. Imagine poder desfrutar de todos esses componentes medicinais e terapêuticos diariamente?
Aguarde. Vem novidade por aí! Fique ligado.

Curiosidade
O químico francês René Maurice Gattefossé foi o responsável pelo início dos estudos sobre as propriedades medicinais das plantas e, descobriu por acaso em um acidente no seu laboratório de perfumes o poder curativo da lavanda.

Durante suas pesquisas sobre as notas dos perfumes, por um descuido o químico queimou seu braço em um fogareiro. Na tentativa de amenizar a dor colocou o braço no líquido mais próximo que havia por perto: um barril com óleo de lavanda. Assim que colocou o braço queimado no recipiente foi surpreendido pelo alívio imediato da dor. E, conforme os dias foram passando a sua pele foi sendo completamente curada sem marca de cicatriz ou bolhas. A partir desse episódio René Maurice deixou de lado sua botica de perfumes e se dedicou a estudar profundamente os componentes medicinais e curativos das plantas, deixando um legado de pesquisa completo e emblemático no campo da aromaterapia contemporânea.

Adicionar um comentário

Seu e-mail não será divulgado. Campos obrigatórios são marcados por `*`

Style switcher RESET
Body styles
Color scheme
Background pattern
Background image